Freedom Writers

Ao ler o blog “sem_palavras“, da Cláudia Martins deparei-me com um post onde constava o poster de um filme e um resumo feito pela autora do blog, “Freedom Writers“.

A curiosidade que foi crescendo à medida que ia lendo “obrigou-me” a ver o filme, o veredicto final não poderia ser mais simples e directo: obrigatório ver.

Ao longo das duas horas do filme mergulhamos de cabeça no mundo dos gangs americanos e da sua luta para sobreviver a cada dia que passa.

Transferida recentemente para o colégio, a inocente professora Erin Gruwell “Miss G” (desempenhada por Hilary Swank) acredita que pode mudar as mentalidades dos seus alunos. Quando se apercebe que a turma não sabia sequer o que foi o Holocausto, Erin decide apostar na sua formação envolvendo-os no estudo usando métodos menos convencionais mas que vão dar os seus frutos.

No meio da sua entrega a esta turma, Erin nem se apercebe que está a esquecer a sua vida pessoal, a aproximação aos sues estudantes leva-a a afastar-se de casa e o seu marido, Scott Casey (desempenhado por Patrick Dempsey), acaba por pedir o divórcio.

Este filme não é mais uma produção hollywoodesca, os factos nele relactados foram escritos na primeira pessoa pela primeira turma da Sala 203.

A rebeldia da professora Erin Gruwell culminou na criação de uma fundação, a Freedom Writers Foundation. A missão desta ONG é diminuir o abandono escolar e apoiar a integração de alunos com problemas sociais na escola.

É um filme com múltiplas lições, desde a entrega ao nosso trabalho em deterimento da vida pessoal, passando pela integração de jovens problemáticos no sistema de ensino, entre outras. Apesar de tudo ter acontecido nos EUA, pode bem servir de exemplo a muitos professores do nosso sistema de ensino. Já que importamos tantos exemplos como o TGV ou o Magalhães (sim, a ideia não é do Sr. Sócrates…), porque não importar um dos bons?!?

Ah… Cláudia, se leres isto… Ganda dica 🙂 Obrigado.

4 comentários a “Freedom Writers”

  1. Olha não esperava que fosse motivar alguem a ver o filme… eu gostei muito do filme e ainda bem que tu também gostas-te! Obrigada por me referires aí!
    E realmente acho que todos deveriam ver, dá-nos grandes lições de vida… mas tu fizes-te aí uma descrição mais pormenorizada e muito bem feita! Eu como futura assistente social espero vir a ser uma boa profissional tal como foi a prof. do filme!!

    beijo e os meus cumprimentos

    obrigado

  2. Inacreditável nestes últimos dias recordei este filme na minha memória, deixando escapar o seu nome, e agora deparo-me com ele aqui. Muito bom recomendo, e conta também com uma participação especial de Miep ges que infelizmente desapareceu este mês

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s