Pensar dá muito trabalho

O vídeo que coloco no final deste texto é elucidativo quanto ao estado do ensino no nosso país.

A minha crítica sobre este tema já não é nova nos meus posts, no entanto, não pude deixar de ficar indignado com o que ouvi na reportagem da SIC sobre o exame nacional de Português, do 9º ano, realizado hoje.

Aos 40 segundos da peça podemos ouvir o seguinte diálogo entre a jornalista e um aluno:

Jornalista (J) – O que é que foi difícil?

Aluno (A) – O grupo 3.

J – Que era…?

A – Fazer a composição.

J – Isso é que é o mais difícil? Porquê?

A – Ahmmm… dá um bocado de trabalho pensar também… e ter um bocado de raciocínio.

Sinceramente, tive de repetir umas 3 ou 4 vezes para ter a certeza do que acabara de ouvir… “dá trabalho pensar”?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?

Provavelmente a cabeça deste aluno serve apenas para colocar uma boa camada de gel a fim de ter um penteado bem cool, para nada mais.

Uns segundos mais à frente, podemos ainda ouvir uma Sra. professora dizer que esta é “uma prova gira para eles”… realmente, dá mesmo para rir com tanta… anormalidade.

Com as medidas que o governo do Sr. Sócrates tem vindo a tomar na educação é realmente complicado treinar esses cérebros a pensar… e ainda temos de ouvir a Sra. ministra da Educação dizer que as medidas não são de facilitismo… será mesmo que não?

Desconfio que, em poucos anos, este discurso seja comum à maioria dos alunos das nossas escolas secundárias… é este o futuro que podemos ambicionar para o nosso país, e depois ainda tenho que ouvir algumas pessoas exaltarem-se, contra mim, quando digo que Salazar deve andar às voltas no caixão com tanta estupidez.

Não, não sou a favor de qualquer ditadura ou limitação de liberdades mas, uma coisa é verdade, no meu tempo, quando não sabiamos a tabuada ou dávamos erros ortográficos num ditado, tinhamos a mão bem esticada para um contacto violento com a palmatória, e era uma sorte ter direito a ir até ao recreio brincar com os amigos. Depois, já em casa, era bem provável que a mão dos nossos pais fizesse uma viagem bem brusca de encontro às nossas carinhas larocas…

É certo que, na altura, ficava chateado com tais castigos mas, recordando esse tempo, agradeço às minhas professoras e aos meus pais tais atitudes.

Para que todos possam ver e ouvir as palavras do dito aluno, aqui fica então o vídeo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s