Vamos todos p´rá rua!

É já no próximo dia 12 de Março, que a “Geração à Rasca”, vai sair à rua em Lisboa e no Porto.

Fartos da situação actual do país e da sua, cada vez mais, periclitante situação profissional, aquela que outrora foi chamada de “Geração Rasca”, afirma-se à rasca para viver uma vida estável.

O movimento que despoletou esta reivindicação afirma que esta é, pacífica e apartidária. O início deste movimento foi impulsionado pela música “Que parva que sou”, dos Deolinda, que fala sobre a vida dos jovens de hoje.

Na capital, a concentração está marcada para a Avenida da Liberdade e no Porto o palco será a Praça da Batalha.

Na sua página, o movimento apresenta o seu manifesto onde podem ser lidos os seus descontentamentos.

MANIFESTO

Nós, desempregados, “quinhentoseuristas” e outros mal remunerados, escravos disfarçados, subcontratados, contratados a prazo, falsos trabalhadores independentes, trabalhadores intermitentes, estagiários, bolseiros, trabalhadores-estudantes, estudantes, mães, pais e filhos de Portugal.

Nós, que até agora compactuámos com esta condição, estamos aqui, hoje, para dar o nosso contributo no sentido de desencadear uma mudança qualitativa do país. Estamos aqui, hoje, porque não podemos continuar a aceitar a situação precária para a qual fomos arrastados. Estamos aqui, hoje, porque nos esforçamos diariamente para merecer um futuro digno, com estabilidade e segurança em todas as áreas da nossa vida.

Protestamos para que todos os responsáveis pela nossa actual situação de incerteza – políticos, empregadores e nós mesmos – actuem em conjunto para uma alteração rápida desta realidade, que se tornou insustentável.

Caso contrário:

a) Defrauda-se o presente, por não termos a oportunidade de concretizar o nosso potencial, bloqueando a melhoria das condições económicas e sociais do país. Desperdiçam-se as aspirações de toda uma geração, que não pode prosperar.

b) Insulta-se o passado, porque as gerações anteriores trabalharam pelo nosso acesso à educação, pela nossa segurança, pelos nossos direitos laborais e pela nossa liberdade. Desperdiçam-se décadas de esforço, investimento e dedicação.

c) Hipoteca-se o futuro, que se vislumbra sem educação de qualidade para todos e sem reformas justas para aqueles que trabalham toda a vida. Desperdiçam-se os recursos e competências que poderiam levar o país ao sucesso económico.

Somos a geração com o maior nível de formação na história do país. Por isso, não nos deixamos abater pelo cansaço, nem pela frustração, nem pela falta de perspectivas. Acreditamos que temos os recursos e as ferramentas para dar um futuro melhor a nós mesmos e a Portugal.

Não protestamos contra as outras gerações. Apenas não estamos, nem queremos estar à espera que os problemas se resolvam. Protestamos por uma solução e queremos ser parte dela.

geracaoarasca@gmail.com
geracaoarasca.porto@gmail.com

TRAGAM UMA FOLHA A4 COM O VOSSO MOTIVO PARA ESTAREM PRESENTES E UMA PROPOSTA DE SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA.
As folhas serão recolhidas e entregues na Assembleia da República.

Vamos todos juntar-nos a este protesto e mostrar o nosso descontentamento pela situação que vivemos actualmente.

12 de Março – 15:00 horas

Lisboa: Av. da Liberdade

Porto: Praça da República

 

Facebook Manifestação “Geração à Rasca”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s