Câmara do Porto quer novas regras para graffiti e proibir que se cuspa para o chão

A Câmara do Porto quer alterar o seu Código Regulamentar para introduzir novas regras e sanções para os graffiti e cartazes, proibindo ainda cuspir no chão, urinar e lavar carros na via pública.

A proposta do presidente da autarquia, Rui Rio, a que a Lusa teve acesso, altera a última revisão do Código, de Março de 2011 e vai ser votada na reunião camarária da próxima terça-feira.

Segundo as novas regras, passa a ser proibido “urinar na via pública” e “cuspir para o chão”. O Código estipula ainda a proibição de lavar veículos na via ou em espaços públicos.

Qualquer operação de “limpeza doméstica que implique o derramamento de água para a via pública” fica impedida entre as 8h e as 23h.O mesmo é válido para a lavagem de montras, portadas ou passeios, entre as 10h e as 19h30.

“Lançar, despejar ou abandonar quaisquer resíduos ou produtos fora dos recipientes destinados à sua deposição” também não é permitido, tanto nos “espaços públicos” como naqueles que sejam “visíveis do espaço público”, lê-se num dos anexos da proposta.

A Câmara quer interditar a afixação de “cartazes, inscrições com graffiti ou outra publicidade em árvores, mobiliário urbano, equipamentos municipais ou imóveis visíveis do espaço público”.

As novas regras e sanções para os graffiti são impostas em nome da “firme defesa do património público e privado e do asseio da cidade do Porto”, explica Rui Rio na proposta.

Quanto ao estacionamento, é acrescentado um novo artigo ao Código Regulamentar para definir “zonas de acesso restrito” à circulação automóvel. Na proposta, o autarca esclarece que as alterações de trânsito e estacionamento pretendem “dotar de maior eficácia a estratégia municipal de ordenamento do trânsito e de utilização do domínio público com estacionamento”.

O documento aponta ainda como principais alterações a modificação de algumas normas de Edificação e Urbanização, bem como do regime do Alojamento Local.

Uma parte das modificações ao Código terá de ser submetida a apreciação pública, pelo período de 30 dias.

Na reunião camarária de terça-feira será ainda proposta a dotação de 155.500 euros para “novos recrutamentos” de pessoal em 2012.

O documento refere que o orçamento municipal para 2012 consagrou uma “verba para recrutamento de trabalhadores para ocupação de postos de trabalho previstos e não ocupados”, sendo agora necessário decidir “sobre o montante máximo dos encargos destinados a suportar os encargos com o recrutamento”.

Na sessão camarária, a Câmara quer também aprovar o apoio ao Fantasporto com 25 mil euros, cedência gratuita do Teatro Rivoli e isenção do pagamento de taxas.

Fonte: Público

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s