Adeus amigo Fernando

Quando se acorda com a notícia da morte de um amigo, nada mais que possa acontecer, atenua a dor ou o sentimento de vazio que fica. Hoje foi um desses dias.

Conheci o Fernando Cepeda há cerca de 12 anos, na altura, estudante do secundário, já sonhava um dia poder vir a ser jornalista. Nesse dia, estava envolvido numa grande confusão, carregando caixas de produtos da loja da minha mãe para um local mais seguro, o Douro estava mesmo ali e ameaçava invadir a loja, era noite de cheia na Régua.

No meio da confusão, o meu pai chama-me e diz-me: “vai ali aquele gajo da TSF e chama-o aqui, diz que é uma pessoa que quer falar com ele”, fiquei intrigado mas lá fui eu. Quando o Fernando olhou para o meu pai reconheceu-o logo e, de sorriso estampado nos rostos lá trocaram abraços e umas valentes palmadas nas costas. “Oh que caralho, quem eu vim encontrar”, creio terem sido estas as primeiras palavras do Fernando, ao seu estilo bem transmontano. Na época do colégio estudaram juntos e, após o regresso do meu pai a Angola, perderam contacto, até que, cerca de 30 anos volvidos, lá estavam eles de novo, juntos.

Naquela noite, e nas seguintes, falaram durante horas e eu,lá ia participando nessas conversas e ouvindo as aventuras daqueles tempos de colégio. Desde a primeira hora, quase  que exigiu que o tratasse por tu, algo natural num homem que se recusava envelhecer, cuidando da imagem (excluindo a barriga manhosa), e do espírito, amealhando amigos por onde passava e com quem gostava de partilhar belas tertúlias, especialmente se bem bebidas e comidas.

Desde o primeiro dia, foram muitas as conversas, os risos, os copos, os cigarros, e, se houvesse uma mulher presente, assumia logo o seu ar galanteador, com “todo o respeito”, como gostava de afirmar.

No centro das conversas, havia temas incontornáveis: o jornalismo, a rádio, a política, o futebol…

Jornalista da velha guarda, chegou a ser, durante alguns anos, correspondente da TSF e Diário de Notícias (DN), nos distritos de Bragança e Vila Real. Tive a felicidade de o acompanhar em alguns trabalhos, ver como pegava no telefone para dar a notícia para a TSF e, logo em seguida, sentado e de bloco de notas na mão, escrever um artigo, sobre o mesmo assunto para enviar para o DN. Recordo um dia em que, em Vila Real, a acompanhar uma visita política, o Fernando estava a escrever para o jornal e o político em questão ia fazer uma declaração, como não queria parar a escrita, virou-se para mim, esticou-me o gravador e o micro, e disse: “Pega nisto, vais para ali e gravas o que o gajo diz, é só carregar aqui (apontando para o botão “rec”), e ’tá a gravar, não te esqueças é de pôr a gravar (com um sorriso irónico)”. Nervoso, confesso, lá fui eu, micro da TSF na mão, gravar o que o homem tinha para dizer, foi talvez este o momento que marcou a minha decisão final de seguir jornalismo, queria repetir aquele momento. Foram muitas as lições que o Fernando me deu, “manhas” da profissão que não se aprendem em nenhuma universidade.Mas era da política e no futebol que afunilavam todas as conversas. Politicamente, reservo as histórias ao fora íntimo para não ferir susceptibilidades. Quanto ao futebol, não o escondia, era um benfiquista ferrenho, passamos horas a discutir futebol.

Hoje era suposto o Fernando chegar a Portugal, esperava ouvi-lo ao fim da tarde quando já estivesse em Lisboa mas, porque o seu coração não quis, o Fernando não saiu de Luanda, onde vivia agora, abraçando um novo desafio na sua vida. Acho que posso dizer que em Angola já se sentia em casa, o calor africano em tudo batia certo com o seu espírito, jovem, divertido e aventureiro.

Ficam as saudades, muitas, e o vazio de nunca mais poder partilhar uma conversa ou um copo com ele. Mas ficam também as memórias, essa jamais se apagarão.

Um forte abraço para ti Fernando, estejas onde estiveres. Até sempre amigo.

553884_430835123647877_2083311127_n

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s