O ano do TRI(z)

A certa altura do ano competitivo, Jorge Jesus (JJ), falou de uma “época de sonho”, mas no final tornou-se numa época de pesadelo.

É sabido que a alma, ou ego como prefiro chamar, benfiquista é muitas vezes maior que o próprio corpo do adepto, são o maior clube do Mundo, em número de sócios, leia-se. Esse ego leva o benfiquista a imaginar que tudo é possível…

Quando em 2010 foi campeão, JJ disse que dali em diante já ninguém parava o Benfica, a Liga dos Campeões da época seguinte era o próximo objectivo porque, internamente, não havia adversário à altura… terminou o campeonato a 21 ponto do primeiro lugar…

Este ano, embuídos desse espírito, os egos das águias voltaram à ribalta e eis que de súbido, já eram campeões, a Taça de Portugal já estava arrumada e a Liga Europa, também não era assim tão impossível, a Tripleta estava garantida!

Confesso que, depois do jogo contra o meu Sporting, cheguei a afirmar que lá seriam campeões… principalmente pela arbitragem, estava escrito que o Benfica seria campeão mas, eis que o Estoril, a equipa sensação, arranca um empate e a águia treme.

Pouco tempo passou até ao desmoronar dos castelo… 1-2 no Dragão e 1-2 em Amsterdão, contra o Chelsea, ambos os jogos, perdidos no minuto 92 do jogo, que se revelaram uma facada nesse ego, até porque, pelo menos iam poder festejar a Taça de Portugal. Mal por mal, lá se terminava a época em grande  e garantia um arranque da próxima época com um jogo contra o Porto, que sim, lá tinha conseguido o seu Tri…campeonato

Hoje, todos os elementos estavam lá, a verdadeira festa da taça, como deve ser, sol, bom ambiente, churrascos, música e claro, o ego benfiquista. Mas esqueceram que o ego vimaranense é tão ou mais forte, apesar de bem mais pequeno em número. No final, chapa 3… 1-2 para o Guimarães, não foi aos 92 mas foi perto do final. ’79 e ’81, foram os minutos dos golos. JJ não caiu de joelhos mas chorou aos ’92 e, já depois do apito do árbitro, ainda teve tempo para ouvir as reclamações de Cardozo, com um empurrão pelo caminho.

Se, depois do jogo do Chelsea, JJ foi aclamado pelos adeptos, hoje soltaram a raiva e o trinador foi o principal visado nos insultos dos adeptos.

Terminou assim a época da águia, foi por um triz que conquistaram a tripleta mas…

Mas falando em “triz” e “tris”, não posso deixar de expressar a minha tristeza, pelo momento triste que alguns dos jogadores do Benfica demonstraram, ao não ficarem para assistir à entrega do troféu ao Vitória de Guimarães. Os “maiores do Mundo” tornaram-se pequeninos, muitos pequeninos.

A Luz volta a arder, mas desta vez as labaredas não são visíveis 😉

benfas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s