Arquivo da categoria: As minhas viagens

Madrid em resumo

Quando viajamos para qualquer lado vamos sempre na incógnita do que vamos encontrar, por muito bem que possamos conhecer o local. Quando esse local é uma das maiores capitais europeias, a expectativa é ainda maior.

Esta não foi a minha primeira passagem por Madrid mas foi a minha primeira estadia e ficamos (eu e o Diogo), instalados numa bela casa no norte da cidade que encontramos no couchsurfing.

Eva e David, são os nomes dos nossos cicerones espanhois, um casal novo, divertido e amantes de boa música. Ao fim dos primeiros 5 minutos parecia que já estavamos em casa, sentados no sofá à conversa bebendo um belo tinto de Rioja.

O descanso só veio umas horas mais tarde depois de uma longa conversa e uma segunda garrafa que regou a nossa troca de experiências.

O dia seguinte era aguardado por nós com alguma ansiedade, era o dia em que iamos até ao Vicente Caldéron ver o nosso Sporting, talvez por essa razão saltamos da cama por volta das 10 da manhã, mesmo estando ainda muito cansados.

Fomos até ao metro, primeiro destino, Santiago Barnabéu. Apesar do afastamento da Liga dos Campeões na noite anterior, o movimento em redor do estádio era muito.

Daí decidimos caminhar em direcção à Plaza Mayor, ponto de encontro marcado para todos os leões. Obviamente não faziamos ideia da distância que tinhamos que percorrer mas acabou por ser uma oportunidade de ver a cidade em tão pouco tempo.

Chegados à Plaza Mayor foi apenas uma questão de esperar um pouco para ver aquele símbolo da capital espanhola vestido de verde e branco a cantar “… e o sporting é o nosso grande amor, laaa lalala…”

Assistir  a um jogo da nossa equipa fora de casa já é especial, acompanhar a nossa equipa no estrangeiro é algo que nos dá uma motivação extra, sentimos cada segundo a passar, ansiosos por celebrar um golo que não chega apesar de andar por perto…

No final do jogo o empate a zeros é um resultado bom (ainda por cima a jogar com 10 na maior parte do encontro), fazemo-nos ao caminho porque dái até casa a viagem ainda é demorada.

De volta a casa, ficamos um pouco mais na conversa até sermos vencidos pelo cansaço. A noite não seria muito longa, às 8 já teriamos de estar no aeroporto…

Esta foi uma viagem curta mas que deixou perceber a diferença entre Madrid e Lisboa, entre Espanha e Portugal. É certo que temos pontos mais fortes que eles mas também temos pontos bem mais fracos.

O regresso ficou prometido para breve, talvez a 11 de Junho.